Pacificadores

“Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.” (Mateus 5:9)

De todas as bem-aventuranças dadas em Mateus 5, a que provavelmente tem mais aceitação é: “Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.” (Mateus 5:9). Todos queremos paz no mundo. Porém Jesus não estava falando sobre simplesmente as pessoas trabalharem pela paz no mundo (apesar de ser algo muito bom a se fazer). Certamente a paz é importante, mas não a qualquer custo.

O contexto em que Jesus fez a citação não diz respeito a trabalhar simplesmente pela paz em si. Ele está falando sobre aqueles que trazem a mensagem do Evangelho por querer que as pessoas entrem em um relacionamento com Jesus, o Príncipe da Paz. Romanos 10:15 diz: “Como são belos os pés dos que anunciam boas novas!”

Como pessoas que conhecem a Deus, que experimentaram a Sua misericórdia e fizeram o compromisso em suas vidas de buscar de maneira intensa a Deus, seremos verdadeiros pacificadores. Romanos 5:1 diz: “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo.”

Porém, deixe-me fazer o alerta de que pacificadores geralmente arranjam problemas. Por mais contraditório que isso possa parecer, pacificadores de verdade são também criadores de problemas, pois ao lidar com pessoas que estão em guerra com Deus, primeiro precisam deixá-las tristes para então fazê-las felizes. Em outras palavras, os pacificadores confrontam a realidade das pessoas que estão sem Deus e, naturalmente, sofrerão uma certa agressividade por fazer isso.

Quem foi o maior pacificador de todos? Jesus Cristo. E como ele foi tratado? Com crucificação. Então, se você for um verdadeiro pacificador, será perseguido. Mas não desamparado por Cristo, antes, estará sempre debaixo de Sua proteção e amor.

Leave a Reply

Your email address will not be published.