Ir, Onde Elas Estão!

“Quando o Senhor ficou sabendo disso, saiu da Judeia e voltou uma vez mais à Galileia. Era-lhe necessário passar por Samaria.” (João 4:3-4)

Nenhum judeu ortodoxo jamais iria à Galileia pela Samaria. Na verdade, ele evitaria completamente aquela área. Era mais rápido e direto atravessar a Samaria, mas os judeus não queriam fazer essa rota porque odiavam os samaritanos. Eles já não gostavam dos gentios, mas em suas cabeças os samaritanos eram ainda piores, pois o samaritano era essencialmente um hebreu que tinha casado com outro povo. E os judeus não queriam nada com eles.

Então aonde foi Jesus? Foi ao lugar ao qual nenhum outro judeu ia. E com quem foi falar? Com uma mulher. Hoje isso não parece grande coisa, mas naquela cultura os homens judeus com frequência desdenhavam as mulheres. E essa mulher não só era alguém com quem os judeu religiosos não falavam como também era excluída entre seu próprio povo por causa de seus vários casamentos e divórcios – e pelo fato de que estava morando com um homem naquele momento.

Gosto muito do fato de a Bíblia dizer que Jesus precisava ir à Samaria (ver João 4:4). Por que precisava? Porque uma mulher que necessitava ouvir o evangelho estava lá.

Assim também nós precisamos ir. Temos de ir a qualquer hora e a qualquer um, a qualquer lugar ao qual Deus nos dirija. Muito antes da Terra sequer ter sido criada, foi tomada a decisão na eternidade de que Jesus Cristo, Deus em forma humana, tinha um compromisso com uma mulher esgotada e imoral da Samaria e iria abrir o evangelho para ela.

Precisamos ir aonde as pessoas estejam. Jesus não disse que o mundo todo deve ir à igreja, mas disse que a igreja deve ir ao mundo todo. Então temos de nos aproximar das pessoas e alcançá-las com o evangelho.