“De Olho nos Sinais”

“Os fariseus e os saduceus aproximaram-se de Jesus e o puseram à prova, pedindo-lhe que lhes mostrasse um sinal do céu.” (Mateus 16:1)

A frase “sinais dos tempos” foi na verdade criada por Jesus. Um dia, os fariseus e saduceus chegaram juntos a Jesus, o que foi notável, pois os dois grupos não se davam bem. Eles não se misturavam. Não saiam juntos. Eles eram pólos opostos do espectro teológico.

Entretanto, a única coisa que eles tinham em comum era o ódio por Jesus. Então chegaram a Ele para testá-Lo, exigindo d’Ele um milagre. Eles já tinham visto um monte de milagres. Tinham visto Jesus expulsar demônios, acalmar tempestades, curar doentes, alimentar multidões e ainda ressuscitar pessoas, mas tiveram a audácia de exigir um outro sinal. É interessante que o evangelho de Marcos comenta o mesmo evento e diz que depois de terem dito isso a Jesus, Ele suspirou profundamente. (ver Marcos 8:12)

Depois de tudo o que Jesus fez, depois de todos os milagres que Ele realizou, eles vinham a Ele exigindo um outro sinal. Jesus lhes disse: “Quando a tarde vem, vocês dizem ‘vai fazer bom tempo, porque o céu está vermelho’, e de manhã ‘Hoje haverá tempestade, porque o céu está vermelho e nublado’. Vocês sabem interpretar o aspecto do céu, mas não sabem interpretar os sinais dos tempos! Uma geração perversa e adúltera pede um sinal miraculoso, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal de Jonas.” (Mateus 16:2-4). Em outras palavras: “vocês podem ler os sinais dos céu, por quê não podem ler os sinais dos tempos?” 

Com que frequência as pessoas se perguntam se vai chover, mas não pensam sequer uma vez seriamente sobre onde passarão a eternidade? Precisamos prestar atenção aos sinais dos tempos em nossa volta para que possamos estar completamente preparados para o retorno de Cristo.