Amigos de Deus

“Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes tornei conhecido”. (João 15:15)

Alguém me perguntou uma vez se eu achava adequado que um cristão desejasse boa sorte a alguém. Como crentes, não cremos em sorte. Não cremos no mero acaso. Cremos na providência. Cremos na vontade de Deus. Não cremos que sejamos meras vítimas do acaso, tateando na vida. Cremos que Deus tem um propósito para nós. E a Bíblia ensina claramente que, como crentes, devemos viver pela fé.

Queria poder dizer que sempre sei a vontade de Deus em cada situação, mas não posso. Nem sempre é fácil discernir. Para mim, pessoalmente, é uma caminhada de fé em que leio a Palavra de Deus, oro por esclarecimento e dou então os passos que eu espero sejam os apropriados na direção certa. Afinal, a Bíblia diz que o justo viverá pela fé (ver Gálatas 3:11), não diz que viverá por sentimentos.

Em vez de viver por sentimentos e emoções flutuantes, deveríamos querer viver pelo que a Palavra de Deus nos diz para fazer. A boa notícia é que Deus não brinca de esconde-esconde. Antes de destruir Sodoma e Gomorra, por exemplo, Ele disse: “Esconderei de Abraão o que estou para fazer?” (Gênesis 18:17). Você pode pensar: “Bom, que legal isso para Abraão, mas eu não tenho esse privilégio”. Na verdade, tem sim, se puser sua fé em Jesus Cristo. Jesus disse: “Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes tornei conhecido” (João 15:15).

Você busca o direcionamento de Deus para a sua vida? Ele quer falar com você – até mais do que você gostaria que Ele lhe falasse.