Alegria no Céu

“Eu lhes digo que, da mesma forma, haverá mais alegria no céu por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não precisam arrepender-se” (Lucas 15:7)

Às vezes as pessoas se perguntam se os que estão nos céus sabem o que está ocorrendo na Terra. Alguns dizem que não, mas eu acho que sim. Acredito que o céu está ciente do que acontece na Terra.

No entanto, não acho que nossos entes queridos estejam sentados no céu, observando tudo o que fazemos. Acho que há uma consciência do que está acontecendo, e há muitos versículos que eu poderia citar para sustentar esse ponto. E uma coisa eu sei claramente: quando alguém passa a ter fé em Jesus e se arrepende de seus pecados, há alegria no céu. Sempre que houver uma conversão na terra, haverá uma festa no céu.

Deus fica animado quando pessoas perdidas se arrependem e nós também devemos ficar. Como disse C. S. Lewis: a alegria é um negócio sério no céu.
Se há festa no céu sobre a conversão de uma pessoa, não devemos também nos animar ao ver alguém chegar a Cristo?

Jesus se importa e nós também devemos nos importar. Lucas 15 nos diz que quando o pastor encontra a ovelha que perdeu “[…] coloca-a alegremente sobre os ombros e vai para casa. Ao chegar, reúne seus amigos e vizinhos e diz: ‘Alegrem-se comigo, pois encontrei minha ovelha perdida’” (versos 5-6).

Acredito que isso foi o que manteve Jesus seguindo adiante, até mesmo na cruz. Hebreus 12:2 nos diz que Jesus, “pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus”. O que foi aquela alegria? Fomos nós. Nós éramos a alegria. Nós fomos o prêmio. Nós fomos o tesouro. Nós éramos a meta que Ele buscava e pela qual Ele se entregou.